O criminoso, Geovano da Silva Agostinho, foi encontrado morto hoje(23) às 6h15min hoje.

Geovano da Silva Agostinho, 39 anos, estava preso em isolamento na Penitenciária da Capital por matar com duas facadas a professora Elenir de Siqueira Fontão, 49 anos, diretora da Escola Estadual de Educação Básica, Januária Teixeira da Rocha.

O criminoso, Geovano da Silva Agostinho, foi encontrado morto às 6h15min deste domingo (23). Ele estava preso em isolamento na cela 02 da Casa Velha na Penitenciária da Capital, no bairro Trindade e segundo fonte da Segurança Pública ele foi encontrado em sua cela enforcado com um lençol, o que indica suicídio.

A professora Elenir foi assassinada na semana passada, quarta-feira (19), no banheiro da escola localizada no bairro Campeche, Sul da Ilha. Ela estava no magistério há 16 anos e há um ano era a diretora da escola.

Saiba mais:

https://rz.floripa.br 2020
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account