Ao ser detido, Paulo Roberto Villas Boas tentou se justificar alegando “liberdade de expressão”. Em anos anteriores, ele já teve que responder na Justiça por ameaça e desacato.

A Polícia Civil de Santa Catarina prendeu em flagrante Paulo Roberto Villas Boas, de 55 anos, acusado de fazer apologia ao nazismo após pendurar uma camiseta com a suástica na janela de casa, em São José, na Grande Florianópolis. A polícia também apreendeu outra camiseta com o símbolo nazista, livros, computador e celulares.

LEIA MAIS

Roberto Villas Boas já era conhecido por defender o nazismo em suas redes sociais. Agora, de acordo com o delegado Deonir Moreira Trindade, da Central de Plantão Policial, as investigações vão analisar se ele tem ligações com outros grupos supremacistas.

Ao ser detido, o homem tentou se justificar alegando “liberdade de expressão”. Após passar por audiência de custódia, Villas Boas foi liberado.

Natural de São Paulo, ele já respondeu na Justiça catarinense por ameaças contra um ex-chefe. Ainda, em janeiro de 2019, teve um inquérito instaurado pelo Ministério Público por desacato contra policiais militares, após xingar agentes que atendem pelo telefone de emergência 190. Roberto Villas Boas vive sozinho em São José e, segundo o delegado, ele próprio se definiu como “um lobo solitário”

Foto: Polícia Civil – SC

https://rz.floripa.br 2020
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account