Comcap PMF e Ceped Ufsc vão colaborar para prevenir desastres do clima

Reunião nesta quinta (16) firmou interesse entre município e academia para reduzir vulnerabilidades do ambiente urbano relacionadas a resíduos sólidos.

Comcap e Centro Universitário de Estudos e Pesquisas sobre Desastres (Ceped Ufsc) manifestaram intenção de cooperar para prevenir desastres e reduzir vulnerabilidades do ambiente urbano relacionadas à crise climática.

O presidente Márcio Alves coordenou na manhã desta quinta-feira (16) a primeira reunião entre o corpo técnico da autarquia e o coordenador técnico do Ceped, Rafael Schadeck, e a pesquisadora Adriana Landim Quinaud.

“Também para enfrentar a crise do clima, precisamos mudar a percepção das pessoas em relação ao lixo”, propôs Márcio Alves.

Com experiência em Defesa Civil, ele explica que, de um lado, os materiais recicláveis quando separados e dispostos corretamente para a coleta seletiva deixam de afetar a rede de drenagem, reduzindo alagamentos. De outro, quando os resíduos orgânicos são compostados, reduzem a emissão de gases de efeito estufa e recompõem o solo urbano.

LEIA MAIS

Floripa Lixo Zero 2030

“Para que a Comcap possa comunicar melhor os desafios desses novos tempos aos moradores de Florianópolis, estamos recorrendo à academia”, explicou.

A ideia é uma cooperação técnica entre a Prefeitura de Florianópolis e a Ufsc, operada pelo Ceped, em sua multidisciplinaridade, e a Comcap para implantação de projeto piloto da meta Floripa Lixo Zero 2030. O escopo principal é a implantação de coleta de orgânicos (podas e restos de alimentos) em condomínios residenciais da Bacia do Itacorubi e a expansão da rede de pontos de entrega voluntária de vidros (PEVs de Vidro) em toda a cidade.

“É o momento ideal para essa proposta. O Ceped está com equipe pronta para esse trabalho de desenvolver o conhecimento e torná-lo mais acessível a quem vai recebê-lo”, animou-se Schadeck.

Foco em vidro e orgânicos

O assessor técnico da Comcap Wilson Cancian Lopes destacou que, neste momento, a Comcap está licitando quase R$ 8 milhões em equipamentos para agilização, ampliação e diferenciação da coleta seletiva. “Agora teremos condições de oferecer novas modalidades de coleta, como o recolhimento de verdes (podas) e de restos de alimentos para compostagem.

Também para ampliar a entrega voluntária exclusiva de vidro que já é um sucesso”, apontou sobre a coleta de 814 toneladas de vidro realizada em 2019 nos PEVs de Vidro e Ecopontos.

A rede de PEVs de Vidro da Comcap vai saltar de 30 para 80 pontos nos próximos meses.

https://rz.floripa.br 2020
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account